sexta-feira, 19 de maio de 2017

Omisso tem acervo especializado em hard e heavy

Um dos destaques das feiras do Clube do Vinil de Maringá é o acervo da Omisso Records. Além de ter os tradicionais discos usados com preços acessíveis, há diversos títulos em edições raras e especiais de hard rock e heavy metal. Incluindo edições limitadas, com efeitos holográficos, boxes, vinis coloridos, pictures e até edições russas com os nomes das músicas escritos em russo. Títulos que não tem nem em feiras maiores de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. “Conforme fui ampliando a coleção, aparecia um ou outro LP repetido”, conta Leandro “CDX” Morais (foto à direita), sobre como começou a negociar discos por volta de 2001. “Eu arrematava lotes em leilão apenas por causa de uns discos, sendo que os outros não me interessavam. Então comecei a trocar e vender”.

Ele é fã de Iron Maiden, Deep Purple, DIO e Rainbow. Entre as raridades da coleção destaca o “Soundhouse Tapes”, do Iron Maiden. É um compacto com três músicas gravado amadoramente em 1979, que foi o primeiro registro da banda e era vendido nos shows no começo. Um título bem difícil de achar hoje.

Leandro “CDX” é daqueles que curtem o ritual do vinil e tem outros produtos antigos como aparelhos e até um Ford Maverick 1975 na garagem. “Tenho aquela sensação que antigamente as coisas eram de melhor qualidade”, justifica o hábito. “Sou um grande fã de rock. E o rock tem uma cumplicidade com o vinil”.
Para o colecionador, o ritual de ouvir um vinil é muito mais legal que ouvir um CD. “Ver o disco rodando, ver os encartes em tamanho grande, com fotos, letras... é uma experiência que vai muito além de apenas ´ouvir´ a música”.

CURIOSO - Entre as curiosidades como colecionador, ele conta sobre o disco “Fallen from grace”, da banda de heavy metal Arcana XXII., da Namíbia. A capa tem uma foto pornográfica que ele caracteriza como “constrangedora”. Por isso, acaba deixando a capa coberta no meio da coleção para não constranger as visitas em casa.


- Confira o site da Omisso Records .
- no Facebook: @Omisso.Records

Texto e fotos: Andye Iore

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Londres realiza festival sobre discos de vinil


Será realizado em Londres, na Inglaterra, nos dias 23 e 24 de setembro, o Vinyl Festival. O evento será no espaço cultural Printworks London e reunirá DJs, selos, gravadoras, lojas, empresários, entre outros da cadeia produtiva do disco de vinil.
A ideia dos organizadores é fazer uma grande feira sobre vinil englobando toda a indústria fonográfica, aproveitando o crescimento do mercado no país. Além da parte comercial o festival terá também palestras sobre o vinil.

Texto: Andye Iore com informações traduzidas do What Hi-Fi?

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Cervejaria oferece opção cultural gratuita


Foi realizada no começo de abril a quarta edição do Bazar Cervejeiro na sede da Cervejaria Araucária, em Maringá. O evento gratuito foi uma parceria entre a cervejaria, o Clube do Vinil de Maringá, o Projeto Zombilly, o festival Paraíso do Rock, escola de música Fabio Alencar e o Alvim´s Burg. A atração musical da vez foi a banda de surf music Maníaticos do Reverb, de Londrina.
O Bazar Cervejeiro reuniu um bom público com opções variadas, indo desde as premiadas cervejas da Araucária, os lanches saborosos e com preços justos do Alvim´s Burg, o acervo variados de discos de vinil e um show bacana com entrada grátis, mostrando que os organizadores tem um perfil cultural e não somente comercial.


Fotos: Andye Iore

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Colecionadores de vinil se reúnem em shopping


A 22a Feira do Clube do Vinil de Maringá (CVM) será realizada no Shopping Cidade Maringá (avenida Tuiuti, 710) no dia 13 de maio (sábado), entre 10h e 19h. O evento reúne colecionadores de discos de vinil da região maringaense. É a primeira vez esse ano que o CVM faz evento no shopping maringaense, tendo realizado a feira anterior no local em dezembro do ano passado.
Os expositores CVM já renovaram os acervos com raridades em discos usados, discos novos importados e de gravadoras independentes brasileiras e promoções variadas. Vale ressaltar que na feira de discos anterior tinha discos em promoção a partir de R$ 5. Há divulgação de alguns desses discos no evento no Facebook.
Também há acessórios como plásticos internos e externos, agulhas, limpa-disco, bottons, entre outros. Os expositores aceitam pagamento com cartão e alguns compram e trocam discos usados.
A parte artística dessa edição será exposição de quadros com Frank Paris e exposição fotográfica "Maringá Histórica - 70 anos".

CONFORTO - O Shopping Cidade Maringá tem boas opções para a família passar o dia com lazer e conforto. Como o supermercado Big, as Lojas Americanas, ampla praça de alimentação, lojas com mix variado de produtos, ar condicionado, estacionamento coberto, segurança e eventos paralelos além da feira de discos que sempre tem ótimo público no shopping. No sábado do evento terá exposição artística, feira de animais (a partir das 13h) e show musical na praça de alimentação no final da tarde.


ACERVO AMPLIADO
Um dos expositores da feira do CVM é a Ruffians Records (imagem à direita) que ampliou o acervo e terá discos a partir de R$ 5. “Hoje temos o dobro de discos que tínhamos quando começamos a participar do Clube do Vinil de Maringá”, comenta o colecionador e fã dos Smiths Edson de Freitas, 41 anos e que coleciona desde 1991.
O acervo da Ruffians Records (nome inspirado numa música do disco “Meat is murder” dos Smiths) é variado indo desde MPB até rock. Mas o destaque são discos de música eletrônica underground – do trip hop ao deep house - que não tem nenhum outro vendedor na região maringaense. Material graças à experiência de Freitas como DJ em São Paulo, antes de mudar para Marialva no ano passado.


NOVIDADES - Os expositores têm discos usados em promoção a partir de R$ 5. E também acervo com lançamentos nacionais e estrangeiros com preços variados, como:
- Siba - "Siba" - reprensagem gringa com vinil vermelho do disco que estava fora de catálogo, do musico que tocou com Mestre Ambrósio
- Metallica - "Hardwired" - disco novo da banda de heavy metal
- Jesus & Mary Chain - "Damage & joy" - disco novo em edição especial em vinil duplo 180 gramas
- The Mist - "Phantasmagoria" - reedição do disco lançado em 1989 da banda mineira de thrash metal. Agora em vinil azul numa edição norteamericana.
- Offspring - "Offspring" - reedição especial para o Record Store Day 2017
- Black Sabbath – “Ultimate collection” – coletânea quadrupla lançada no final do ano passado
- Autoramas - "Jet to the jungle" - compacto 7" com músicas novas da banda carioca em edição limitada de 300 cópias
- David Bowie – “Legacy” – coletânea dupla lançada no final do ano passado


quarta-feira, 3 de maio de 2017

Uma divertida relação entre disco e futebol



Uma das passagens mais bacanas da música brasileira está na história do grupo Novos Baianos. Eles mudaram de Salvador para o Rio de Janeiro e depois de passarem perrengues num apartamento decidiram colocar em prática um sonho comum: formar uma comunidade num sitio. Alugaram uma propriedade na zona rural fluminense e passaram a se dedicar totalmente à música... quase totalmente.

Isso porque outra atividade comum entre eles era o futebol. E eles até fizeram um campo para jogar no sitio. O fanatismo era tão grande - dividindo torcidas entre Vitória, Bahia, Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco - que o Novos Baianos FC era contratado para jogar em outras cidades e não fazer show!

O fanatismo ficou mais explicito ainda quando eles assinaram contrato prum disco na Som Livre e ganharam uma grana muito boa. Tipo o dobro do que custava o sitio onde eles moravam a pagavam aluguel. Mas ninguém teve a ideia de comprar a propriedade. E sim foram em comum acordo pruma loja de equipamentos esportivos e gastaram toda a grana em uniformes, chuteiras, bolas, entre outros materiais futebolísticos.

Essa passagem curiosa está no documentário "Os filhos de João", que mostra a influência de João Gilberto na história do Novos Baianos, entre o final da década de 1960 e meados de 1970. O filme foi lançado em 2009, tem 1h14 de duração e direção de Henrique Dantas.

O Novos Baianos teve na formação Moraes Moreira, Pepeu Gomes, Baby Consuelo, Paulinho Boca de Cantor, Luiz Galvão, Dadi, Jorginho, entre outros que misturaram música brasileira com rock. Veja acima o trailer de "Os filhos de João". 
Texto: Andye Iore

terça-feira, 25 de abril de 2017

Holanda ganha nova fábrica de discos

Será inaugurada em agosto na Holanda uma nova fábrica de discos de vinil. O selo Deepgrooves terá base na cidade de Leeuwarden e começará a operar com duas prensas.
O curioso é que o lugar onde a fábrica ficará é numa ex-prisão da II Guerra Mundial. A Blokhuispoort (foto) é hoje um ponto turístico cultural da cidade.
A nova fábrica terá foco nos selos pequenos e bandas, tendo uma visão romântica da cultura do vinil. E também terá uma atenção especial com o público oferecendo a oportunidade das pessoas verem como é feito um disco.

Texto: Andye Iore com informações traduzidas do FactMag / Imagem ilustrativa

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Record Store Day chega a Curitiba


Poucas cidades brasileiras tem iniciativas relacionadas ao Record Store Day. Mas aos poucos aumenta o número de cidades, como Curitiba que terá esse ano o primeiro evento. Apesar do Brasil não fazer parte oficialmente do evento mundial, há alguns eventos que estimulam e valorizam o colecionismo e as lojas de discos. Esse ano é a décima edição do evento que acontecerá no dia 22 de abril.
São Paulo é onde há o maior destaque com uma feira nacional. Mas em Maringá (PR) há três anos o Clube do Vinil de Maringá (CVM) relaciona sua feira com o evento e apresenta um amplo acervo com discos importados e nacionais independentes. A agenda do CVM inclui feiras em Maringá, Londrina e Curitiba.
A capital paranaense tem pela primeira vez uma iniciativa assim. A Feira Vinil Vivo fez uma parceria com a loja Nova Garagem (na rua México, 808) e receberá expositores e colecionadores do Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul, com um amplo acervo de gêneros variados. E ainda food truck, cerveja artesanal e bazar cultural.

O folclore no colecionismo de vinil


Quem viu o filme "Alta fidelidade" (“High fidelity”, 2000), estrelado por John Cusak e dirigido por Stephen Frears, se divertiu bastante se é colecionador de discos de vinil. Quem leu o livro se divertiu mais ainda, já que há várias sequencias da publicação lançada por Nick Hornby em 1995 que não entraram no filme.
Como a que Rob Gordon vai na casa de uma senhora avaliar a coleção de discos do marido que a abandonou para viver com a amiga da filha do casal. As feiras de discos também estão cheias de histórias curiosas e personagens caricatos como os desse livro/filme.
BRASIL - Uma curiosidade que os fãs de música brasileira “disseminam” nas feiras é a brasilidade. O que é a tradicional MPB. Brasilidade aborda até o que não seria o conceito de MPB chegando até mesmo ao samba rock e ao próprio rock´n´roll. Por outro lado, alguns discos antigos de MPB acabam ganhando status de psicodélico. E com isso aqueles discos que nem valem tanto são supervalorizados.
TANTO FAZ - Como aumentam as feiras de discos, sempre tem vendedor novato que vai na onda e não conhece os discos que vende. Com isso ele não confere se o disco que comprou para vender corresponde com a capa, não higieniza os discos antes de vender, coloca em suas caixas discos riscados, entre outras situações desrespeitando os compradores.
VIZINHO - Também é comum o vendedor novato não conhecer nada de música e colecionismo. Com isso, passa a feira toda perguntando: “Ô vizinho, você sabe qual disco dessa banda é melhor?!?”
PESQUISADOR - Ainda entre os vendedores de primeira viagem é comum eles colocarem os preços pesquisando no Mercado Livre. Ou seja, não conhecem se o disco é encalhe ou raro e deixam que um site absolutamente sem parâmetros reais determine o preço.
ESPECIAL - Um tipo bem comum nas feiras é o colecionador que faz tipo procurando discos raríssimos que quase nunca tem nos expositores só para fazer uma media e se passar por “conhecedor”. Daí quando acha o tal disco, sempre vem com uma desculpa de estar sem dinheiro ou que ele procura uma outra edição diferente porque não tem grana para comprar na verdade.
DETALHE - Um tipo que nem sempre ganha a simpatia dos vendedores é o colecionador que procura uma prensagem específica de um disco. Tipo a edição holandesa, de março de 1973, com rótulo amarelo e com a segunda música trocada pela terceira no lado B. Como se fizesse diferença na hora de curtir o som.
TROCA - É comum entre os novatos tentar fazer trocas mirabolantes. Tipo levar uma coletânea que vale R$ 10 e pedir para trocar por uma edição rara que vale R$ 150. Pode parecer ingenuidade, mas tem muita gente que pensa que vai conseguir esse tipo de troca e voltar pra casa achando levaria vantagem.
Se você se enquadrou num desses perfis, não fique chateado.  O colecionismo de vinis está cheio de histórias divertidas. Confira no “Alta fidelidade” e se veja em algumas dessas situações.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Feira intermediária reúne grande público em Curitiba


Foi realizada no dia 4 de fevereiro a primeira edição da feira de discos da Boca Maldita, em Curitiba. O evento aconteceu no hotel Slaviero Slim com a participação de 20 expositores do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. O Projeto Zombilly representou O Clube do Vinil de Maringá.
A nova feira cumpriu seu papel de ser uma intermediária na cidade, não tendo tantos expositores, mas com um acervo muito interessante, já que reuniu expositores que não participam de outras feiras curitibanas. Também houve discotecagem e lançamento de livro. O que atraiu um grande público durante todo o dia. A sala do hotel ficou lotada e tantos os expositores quanto visitantes saíram satisfeitos.
A organização foi da Sonic Discos e da Joaquim Livros & Discos que mesmo com o bom resultado, planeja fazer apenas duas edições ao ano. A próxima feira de discos em Curitiba será a do Vinil Vivo, edição Record Store Day, no dia 22 de abril, no Nova Garagem, na rua México, 808.


Fotos: Andye Iore / Zombilly

Britânico Ed Sheeran é campeão de venda de discos


O terceiro disco do astro do pop rock inglês Ed Sheeran é o mais vendido nas lojas de discos da Inglaterra em 2017 até agora. O álbum “Divide” (imagem) já vendeu mais de 21 mil cópias desde que foi lançado na metade do mês passado, segundo o site Official Charts.
O ranking é alternado com lançamentos – como os novos de Rag 'n' Bone Man  e The xx - e reedições de clássico como “Abbey Road”, dos The Beatles, e “The Dark Side of the Moon”, do Pink Floyd, que ganhou uma edição especial na Inglaterra em novembro do ano passado. Confira os dez discos mais vendidos na Inglaterra em 2017:

1 - Divide - Ed Sheeran
2 - Back to Black - Amy Winehouse
3 - Legacy - David Bowie
4 - Human - Rag 'n' Bone Man
5 - Abbey Road - The Beatles
6 - Rumours - Fleetwood Mac
7 - I See You - The xx
8 - Guardians of the Galaxy: Awesome Mix OST
9 - The Dark Side of the Moon - Pink Floyd
10 - Pulp Fiction - Original Soundtrack
Com informações traduzidas do Official Charts.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Clube do Vinil apresenta surf music no Mercadão


Além do acervo diferenciado com discos que não tem em outras feiras o Clube do Vinil de Maringá (CVM) terá mais uma atração no próximo domingo (9) no Mercadão Municipal de Maringá: show com a banda Wood Surfers (surf music, de Londrina).  A entrada é gratuita.
A apresentação será no começo da tarde logo após acabar o show da praça de eventos do Mercadão. O Wood Surfers tocará no espaço da feira de discos, no final do corredor central do Mercadão.
O show é uma parceria entre o Clube do Vinil de Maringá, festival Paraíso do Rock, escola de música Fabio Alencar, restaurante Alamanda Bistrô e da cervejaria Holy Hops Tap Station. A feira do CVM tem apoio do jornal Metro Maringá e do site do Ângelo Rigon.
A XXI Feira do Clube do Vinil de Maringá acontecerá entre 9h e 15h com discos de vinil, CDs, DVDs, acessórios, artesanato, entre outros. Os expositores aceitam pagamento com cartão. O acervo do CVM mais uma vez é  o destaque do evento com discos novos gringos e independentes nacionais, com títulos que não tem nem em feiras de discos m Curitiba. Entre as novidades que os expositores tem estão:
- Jesus & Mary Chain – Damage and Joy - lançado em 24 de março
- Depeche Mode – Spirit – 17 de março de 2017
- Batmobile - Brand new blisters - 3 de março de 2017

- Sepultura - The Roadrunner Albums – 27 de janeiro de 2017
- Flaming Lips - Oczy Mlody – 13 de janeiro de 2017
- Autoramas – Jet to the jungle – 20 de janeiro de 2017
- Pantano Bay – dezembro de 2016
- David Bowie – Legacy – novembro de 2016
- Green Day – Revolution Radio – outubro de 2016
- Leonard Cohen – You want it darker – outubro de 2016
- Black Sabbath - The Ultimate Collection – outubro de 2016
- Replicantes – demo 1985 – outubro de 2016


INSTRUMENTAL - A banda Wood Surfers foi formada em 2013 em Londrina reunindo músicos experientes da cena roqueira da cidade. O som da banda tem influência de bandas clássicas da surf music fazendo shows animados com um repertório de músicas próprias e tocando alguns clássicos da surf music que são logo reconhecidos pelo público, como músicas de Dick dale e Link Wray, famosas em trilhas de cinema. Confira página da banda no Facebook


terça-feira, 4 de abril de 2017

Colecionador doa 21 mil discos para caridade


Um centro beneficente em Madison, Wisconsin, nos Estados Unidos, começou a vender na semana passada uma coleção de 21 mil discos de vinil. A numerosa coleção foi doada pelo colecionador americano Jerry Roh, 72 anos.
Ele colecionava desde a década de 1970 e teve a ideia de doar sua coleção para ajudar a entidade depois que sua esposa foi ajudada por uma instituição de caridade. Ela morreu de câncer há sete anos.
Os discos estavam guardados num galpão fechado e Roh não comprava mais títulos. O centro vende os discos entre US$ 1 e US$ 60 e há muitas raridades de rock, surf music, country, blues e folclórico.
Com fotos e informações traduzidas do Wisconsin State Journal

terça-feira, 28 de março de 2017

Bazar Cervejeiro apresenta Maníaticos do Reverb


A Cervejaria Araucária apresenta a quarta edição do Bazar Cervejeiro. O evento será no próximo sábado (1º de abril) entre 11h e 18h, na avenida Américo Belai, 2329, em Maringá, com entrada gratuita. As atrações dessa edição - além das cervejas e chopps gelados da premiada cervejaria maringaense - são o Clube do Vinil de Maringá, a banda Maníaticos do Reverb (surf music, de Londrina) e hambúrguer artesanal com Alvim´s Burguer.
A terceira edição aconteceu no dia 28 de janeiro, com a banda Wood Surfers, e levou um grande público até a cervejaria, que conseguiu até acabar com alguns dos chopps disponíveis e também consumiu todos os hamburguers.
Confira fotos da terceira edição:



Fotos: Andye Iore

Crise dos Correios afeta mercado fonográfico

A crise dos Correios preocupa os colecionadores de discos de vinil no Brasil. Isso porque a companhia é a principal opção no país para enviar discos. Isso acontece desde o simples comprador que adquire discos pela internet porque na sua cidade não tem opções até as gravadoras e selos que vendem seu catalogo pela internet e enviam os discos  para os compradores pelos Correios.
O telejornal Bom Dia Brasil , da Rede Globo, apresentou hoje (28) uma reportagem sobre a situação atual dos Correios que fecha agências, despede funcionários e atrasa as entregas de cartas e encomendas por todo o Brasil. O que acaba encarecendo os serviços.
Assista aqui a reportagem na íntegra.
Texto : Andye Iore / Imagem ilustrativa.

quinta-feira, 23 de março de 2017

Record Store Day terá 563 discos esse ano


Já circula na internet a lista com os 563 discos que farão parte do Record Store Day 2017, que será no dia 22 de abril. Essa será a décima edição do evento em celebração às lojas de discos. E como sempre os selos e gravadoras capricharam nas edições especiais em vinil que estarão nas lojas. O que causa uma correria dos colecionadores já que a maioria dos títulos é em quantidade limitada.
MARINGÁ - Esse ano o Clube do Vinil de Maringá (CVM) preparou uma agenda especial para celebrar o Record Store Day, como nos dois últimos anos, apesar do Brasil não ter nenhuma loja participando oficialmente da programação.
Temos quatro eventos agendados. E, claro, sempre com o acervo diferenciado com discos novos, importados, de gravadoras independentes e raridades em usados. Ano passado fizemos na edição do Record Store Day promoção com discos a partir de R$ 5. A programação terá ainda shows e exposições artísticas e fotográficas.
AGENDA
- 1° de abril, sábado - IV Bazar Cervejeiro - no Tasting Room da cervejaria Araucária, em Maringá
- 9 de abril, domingo - 21a Feira do Clube do Vinil de Maringá, no Mercadão Municipal de Maringá
- 16 de abril, domingo - II Feira de Discos Mi Casa, em Londrina
- 22 de abril, sábado - Feira Vinil Vivo, no Nova Garagem,  em Curitiba

O CVM listou alguns discos do Record Store Day de destaque esse ano:

-999 - Live & Loud - vinil colorido
-Alien Sex Fiend - Overdose - vinil colorido
-Batmobile - BatmoManiacs - compacto, vinil colorido
-The Cure - Acoustic Hits - duplo inédito em vinil
-David Bowie - Cracked Actor - triplo
-DISCHARGE - Why? - picture
-Doyle (The Misfits) Abominator - picture
-The Fall - Live in Clitheroe 2013 - vinil laranjado
-The Flaming Lips - Onboard the International Space. .. - vinil vermelho
-GBH- Leather, Bristles, Studs And Acne  - picture
-Iggy Pop - Post Pop Depression: Live - triplo
-Johnny Cash          - Childrens Album - primeira vez em vinil
-Link Wray - Be What You Want To - inédito em vinil
-Lou Reed - Perfect Night: Live In London - duplo
-Motörhead - Motörhead - vinil transparente, triplo
-Neil Young - Decade - triplo
-Ramones - Singles Box - dez compactos
-Sex Pistols - God Save Sex Pistols      
-The Smiths - The Boy With The Thorn In His - compacto
-Spacemen 3 - For All The Fucked Up Children
-Spacemen 3 - Recurring
-Spacemen 3 - Playing With Fire
-T. Rex - Electric Warrior

Texto: Andye Iore